A Prática de Vida Integral é uma nova abordagem para o bem-estar, consciência e transformação. Em vez de se concentrar apenas em um aspecto do seu self, a PVI traz uma abordagem completa e equilibrada para a realização de todo o espectro do seu ser, fornecendo-lhe as melhores e mais eficazes práticas para ajudá-lo a Despertar, Crescer, Purificar e Estar Presente em sua vida, em seus relacionamentos e em seu trabalho no mundo.

É isso que entendemos por Integral: abrangente, equilibrado, inclusivo. Por Vida queremos dizer, bem, todas as questões do amor, da consciência, do corpo, das relações, do trabalho, das emoções e do mistério da existência.

Prática significa algo que fazemos, geralmente para melhorar a nós mesmos de alguma forma – para nos tornarmos mais felizes, mais fortes, mais inteligentes, mais capazes de amar e ajudar os outros. Nós praticamos a fim de realizar o potencial de quem realmente somos.

Assim, a Prática de Vida Integral é uma abordagem completa e equilibrada para exercitar a vida –  nossa própria vida, com os outros, e até a vida do planeta.

A PVI contém práticas específicas dentro de uma estrutura que as mantém unidas. As práticas e a estrutura são igualmente importantes. As práticas garantem que você está realmente fazendo algo, não apenas pensando sobre. E a estrutura traz sentido ao que você está fazendo, dando um lugar a tudo.

Desenvolvemos a PVI para ser a mais fácil e flexível possível. Sabemos o quão ocupadas estão as vidas de muitas pessoas e conseguir trabalhar com uma agenda ocupada é algo importante. Mas nós também incluímos o máximo possível, para que você possa ir tão fundo o quanto desejar. Uma PVI pode levar apenas 5 minutos por dia – ou se quiser, muitas horas. Você decide.

Iniciando sua Prática de Vida Integral

Embora a PVI seja um sistema abrangente, começar sua própria PVI é simples e fácil. Nós certamente não recomendamos que você tente trabalhar em todas as áreas com potencial de crescimento, em todas as dimensões, em todos os níveis, simultaneamente. Em vez disso, comece com os Quatro Módulos Centrais, que representam as áreas de prática mais essenciais, e depois adicione os Módulos Auxiliares, se assim desejar.

Um módulo de PVI é um conjunto de práticas que se aplica a um aspecto específico do seu ser. Um módulo pode abordar sua vida emocional, seus relacionamentos, sua consciência espiritual ou sua concepção de realidade.

Uma imagem dos Módulos é como os cômodos de uma casa. Uma casa típica contém pelo menos uma sala, um quarto, um banheiro e uma cozinha. Se você tirar um dessas quatro estruturas fundamentais dificilmente poderá chamar isso de “casa”. Da mesma forma, uma das partes “integrantes” da Prática de Vida Integral é que ela inclui quatro cômodos ou módulos essenciais: o módulo do Corpo, o módulo da Mente, o módulo do Espírito e o módulo da Sombra. Com apenas esses quatro módulos principais, você pode construir sua Prática de Vida Integral. Claro, uma casa pode ter mais de quatro cômodos, assim como a sua PVI pode ter mais do que quatro módulos. Nós simplesmente recomendamos que você comece com os Quatro Módulos Centrais e, em seguida, construa a partir dessa base sólida.

DESPERTE com o Módulo do Espírito

Existem muitas maneiras de definir a “espiritualidade” e o que significa “prática espiritual”. Algumas pessoas se referem à espiritualidade como um estado especial de consciência, algumas como um nível de desenvolvimento e algumas como sua própria linha de desenvolvimento. Outros consideram a espiritualidade como uma atitude – uma atitude de amor e tolerância, por exemplo. E muitos sentem que a espiritualidade se relaciona com uma preocupação última, ou com o Ser Último.

A Espiritualidade Integral inclui todas as definições acima, e permite que você determine como você se sente mais tocado/chamado a encarnar sua natureza espiritual em qualquer momento. Dito isto, a Estrutura Integral reconhece pelo menos três perspectivas básicas através das quais podemos experimentar o Espírito: como uma 1ª pessoa, 2ª pessoa e 3ª pessoa. A Prática Espiritual Integral tenta incluir as três perspectivas, considerando-as como simplesmente três dimensões do Divino. E temos uma série de práticas espirituais para ajudá-lo a despertar para essas três dimensões.

CRESÇA com o Módulo da Mente

Como tudo isso se encaixa? É aí que entra o módulo da Mente ou o Modelo/Estrutura Integral. Para conhecer, amar e servir em nosso mundo complexo, devemos poder vê-lo a partir muitas perspectivas. A expansão para uma visão de mundo ou estrutura abrangente permite fazer exatamente isso. Torna-se imensamente mais fácil se possuirmos um sólido mapa teórico, e acreditamos que o Modelo Integral é o mapa mais atualizado até o momento. Assim, recomendamos que você aprenda a Integral e desenvolva a habilidade de habilmente aplicá-la a todas e quaisquer situações. Mas o módulo da mente não envolve apenas um estudo intelectual da Integral. Ele é mais expressivo quando AQAL é efetivamente utilizado como um meio de integrar todos os tipos de conhecimento. Então, você desenvolverá uma percepção a respeito de muitas perspectivas que permite compreender e nos envolver com o nosso mundo multidimensional.

PURIFIQUE com o Módulo da Sombra

As práticas do módulo de sombra ajudam a integrar os pensamentos e emoções inconscientes na consciência. Isso limpa o porão da mente: as partes que você rejeitou, enterrou ou projetou nos outros. Muitas vezes, isso são os aspectos desagradáveis de si mesmo os quais você considera inaceitáveis ou incapazes de serem amados. Às vezes, no entanto, essas são as suas melhores partes em relação as quais você não se sente digno ou disposto a possuí-las. Tanto os potenciais mais inferiores de seu eu, quanto os mais superiores podem estar escondidos nas suas sombras. O trabalho da sombra ajuda você a fazer amizade com os dois, para que você possa ser mais saudável e completo e ter mais energia livre para o desenvolvimento.

ESTEJA PRESENTE com o Módulo do Corpo

A PVI reconhece pelo menos três formas de existência corporal, e tem práticas para trabalhar em todas as três: o corpo grosseiro ou físico de carne e osso e as práticas do corpo físico; o corpo sutil de fluxos de energia e o trabalho de energia sutil; e o corpo causal de vasto e amplo espaço e as práticas para sentir/perceber o infinito. Embora estes corpos estejam entrelaçados, para facilitar, nós frequentemente subdividimos o Módulo do Corpo em Exercício Físico e Nutrição (para o corpo físico) e o Trabalho Energético (para os corpos sutil e causal).

Pressionado pelo tempo? Tente uma prática curta!

Sua PVI pode ser tão extensa ou envolvente quanto você quiser. No entanto, se você estiver correndo (sem tempo), criamos uma série de práticas curtas que você pode fazer muito rapidamente. Essas práticas curtas oferecem uma série de exercícios notavelmente efetivos que demoram muito pouco  tempo para serem completados.

Uma vez que você tenha aprendido uma nova prática, você poderá fazer a versão estendida se necessário, enquanto as práticas curtas servirão para evocar benefícios frequentemente semelhantes. Ao utilizar as práticas curtas, você pode fazer sua PVI completa, realisticamente, em cerca de 10 minutos por dia. Claro, você também pode praticar durante horas todos os dias, se você realmente desejar isso. Ou você pode fazer algo mediano, nem tão curto e nem tão extenso. À medida que aprofundar a sua PVI, você aprenderá a sentir intuitivamente o quanto de prática é adequado ao seu momento.

Agora comece!

Esperamos que você goste de aprender e praticar a PVI. Este é um momento especial na evolução humana, quando tantos têm a oportunidade de trabalhar em si mesmos – para melhorar sua vida, pelas suas próprias causas e pelo mundo. Esperamos que esta tecnologia lhe sirva para esse nobre fim. Esperamos que você pratique com diligência, com amor e com humor. Você pode encontrar  através de sua Prática de Vida Integral, crescimento, bem-estar e novas consciências.

PRÓXIMO PASSO: DESENHE SUA PRÁTICA

Desenhe/Conceba sua prática

A Prática de Vida Integral baseia-se em vários princípios cruciais e únicos. É modular, escalonável, customizável, concentrada, destilada e baseia-se no princípio do treinamento cruzado. Isso tudo quer dizer que, a PVI é quintessencialmente Integral.

O aspecto modular da PVI significa que para estabelecer sua PVI é preciso pelo menos uma prática de cada um dos Módulos Quatro Centrais: Corpo, Mente, Espírito e Sombra. Um “módulo” simplesmente representa uma área geral de prática – mas depende de você quais as práticas específicas que você irá escolher para essa área. Com o tempo, você pode querer adotar práticas adicionais dentro dos módulos principais. Você também pode considerar fazer práticas de módulos auxiliares, como sexo, trabalho, relacionamentos, ética, etc. Você pode achar que já realiza práticas em algumas áreas. Se assim for, adicioná-las a sua PVI pode ser tão fácil quanto situá-las dentro de uma estrutura Integral. Nós vamos orientá-lo nesse processo em breve.

A natureza escalonável da PVI significa que o tempo não precisa ser um problema. Você pode desenvolver sua prática por tanto ou tão pouco tempo quanto você tiver disponível – de uma prática curta a uma sessão que dura uma hora ou mais. Estar ocupado com a vida não deve impedir você de ter uma prática de vida.

Todas as informações e ferramentas apresentadas nesta visão geral provêm da experiência coletiva dos profissionais da PVI. À medida que você iniciar a sua PVI, você terá suas próprias experiências e idéias, as quais nós convidamos você a aproveitar ao projetar sua própria prática pessoal. Este processo de desenhar uma PVI irá ajudá-lo a começar, independentemente de quantos módulos você opte por fazer e o tanto de tempo que você tem disponível.

Agora, vejamos mais de perto estas 5 etapas para projetar sua PVI.

PASSO #1: AVALIE SUA SITUAÇÃO ATUAL

O que você já está fazendo que pode ser considerado uma prática? O que você valoriza em suas práticas atuais? Quais são os seus pontos fortes e fracos?

Neste primeiro passo do seu projeto de PVI, analise sua vida para determinar quais práticas você já faz. Tenha em mente que algumas práticas, como yoga e artes marciais, se aplicam a vários módulos. Veja se, através dessas práticas, você está tocando a base/fundamento de todos os níveis de seu ser – corpo, mente e espírito -, bem como a sua sombra.

Quais as práticas atuais, se houver, cabem dentro dos Quatro Módulos Centrais? Quais se encaixam nos módulos auxiliares?

Esta avaliação irá ajudá-lo a incorporar quaisquer práticas atuais em uma estrutura Integral.

PASSO#2: IDENTIFIQUE AS LACUNAS (GAPS)

Em quais áreas você precisa adicionar ou começar a ter uma prática para poder ter uma PVI?

Localize quaisquer desequilíbrios na sua lista de práticas atuais. Compare o que você já está fazendo com as práticas oferecidas na página sobre Práticas (do site integrallife.com). Onde estão as lacunas? Qual dos Quatro Módulos Centrais você tem negligenciado? Por exemplo, um meditador que tende a evitar o exercício físico pode se beneficiar com alguma pratica de levantamento de peso. Ou, alguém muito fisicamente ativo, se envolvendo regularmente na escalada de montanhas, tênis e yoga, pode gostar de passar uma noite ou mais por semana em contemplação silenciosa.

Com base na sua avaliação da sua situação atual, você pode observar as áreas em que você acredita que existem lacunas de prática e onde você gostaria de adicionar novas práticas para criar uma PVI mais equilibrada. O objetivo é simplesmente identificar se você está de alguma forma em contato – no mínimo – com o corpo, a mente, o espírito e a sombra. Estes são os módulos necessários para qualquer PVI. Opcionalmente, você também pode aderir a qualquer módulo auxiliar em relação ao qual você gostaria de dar alguma atenção.

PASSO #3: ESCOLHA PRÁTICAS

Reúna todas as suas práticas e faça pelo menos um compromisso experimental para ficar com elas por um tempo específico.

Agora que você localizou as lacunas na sua situação atual, você está pronto para preencher essas lacunas, adicionando novas práticas da página Práticas (do site integrallife.com). Isso pode levar a algumas tentativas e erros até que você encontre as práticas mais adequadas para você – e isso pode mudar à medida que você progredir. Mas uma coisa importante para se ter em mente no início é que mais não é necessariamente melhor. A prática de Vida Integral não é totalista. O objetivo não é adicionar práticas sobre práticas até ficar cansado de praticar. Ter muitas práticas pode ser contraproducente.

É por isso que desenvolvemos uma abordagem modular. Acima (no site integrallife.com), na lista de práticas da página Práticas (do site integrallife.com) você encontrará uma série de botões para ajudá-lo a encontrar as práticas mais adequadas para você. Você pode classificar por tipo de módulo (corpo, mente, espírito, sombra, relacionamentos, etc.) ou tipo de conteúdo (práticas completas, práticas curtas, meditações guiadas, etc.). Essas categorias irão ajudá-lo a completar sua PVI e ajudarão você a “tocar todas as bases” em sua prática. Lembre-se, mesmo uma prática em cada um dos Quatro Módulos Centrais abrangerá todas as bases importantes.

Lembre-se também de que a PVI é escalonável, o que significa que você é livre para encurtar ou ampliar o tempo de suas sessões de treino conforme necessário. Mais uma vez, ‘mais’ não é necessariamente melhor. Na prática de meditação, por exemplo, é muito melhor se comprometer com 5 minutos por dia e, na verdade, realizar isso, do que se comprometer com 60 minutos por dia e falhar. Sua PVI crescerá muito mais rapidamente se você agendar quantidades curtas e gerenciáveis ​​de tempo, do que se você se comprometer demais e desistir  frustrado quando você não consegue atingir seus objetivos.

Nos dias em que você está pressionado pelo tempo, as práticas curtas são um fantástico caminho a seguir. Você verá que mesmo apenas tocar numa área de prática dá origem a uma sensação de totalidade por todo s  seu ser. Claro, se você é capaz de dedicar mais tempo para praticar, isso também é ótimo. Muitas pessoas acham que eles gravitam – enquanto suas vidas acontecem – entre períodos de mais prática e períodos de menos prática. As pessoas também circulam entre diferentes tipos de prática. Portanto, não há nada resolvido sobre essas escolhas iniciais. Comece de qualquer maneira que você se sinta melhor a partir de onde você está agora.

PASSO #4: AGORA PRATIQUE!

Quando se trata disso, a PVI é realmente sobre PRATICAR (por a mão na massa)! Isso envolve disciplina, persistência, paciência, e um tanto de diversão!

O segredo da PVI é estar realmente fazendo as práticas que você definiu para si mesmo. Para conseguir isso, muitas pessoas acham útil acompanhar suas práticas. O rastreamento é uma maneira de manter-se … no caminho certo.

Algumas pessoas acham que manter um diário sobre as práticas ou um registro é útil, especialmente no início. Você também pode simplesmente registrar suas idéias e insights em um caderno, à medida que elas surgem. Estas são apenas maneiras de monitorar suavemente se você está acompanhando as práticas com as quais você se comprometeu. Isso também servirá para lembrá-lo de onde você esteve e para onde você está indo. Se esse acompanhamento da prática não lhe atrair, não se preocupe. Para algumas pessoas, apenas não é o estilo delas. O mais importante é a sua própria prática. Pratique! Aproveite ao máximo essa preciosa oportunidade que a vida humana oferece para nós.

PASSO #5: JUNTE-SE OU FORME UM GRUPO DE PRÁTICA

Sua Prática de Vida Integral inicialmente irá se transformar numa série de atividades especiais para então se tornar um aspecto integrado na sua vida cotidiana. Como a consciência que você desenvolve através da PVI se infiltra em seu trabalho, seus relacionamentos e na forma como você sente momento em momento, você perceberá que sua vida se tornou uma Vida Integral. Uma comunidade de apoio não só pode acelerar essa transição, mas também lhe dar um feedback sobre sua PVI em cada etapa. A interação grupal ajuda a evitar armadilhas, como ignorar a sombra, romper compromissos, ficar preso em um sentimento inflado de progresso ou roboticamente realizar os exercícios. Muitas pessoas acham que sua prática se beneficia da visibilidade e da responsabilidade que um grupo pode fornecer. Por falar nisso, é bom praticar na companhia dos outros.

Por outro lado, se você é um lobo solitário, então deixe o lobo só! Você ainda poderá praticar a PVI como quiser. Apenas certifique-se de seguir todas as outras etapas. Todo o resto é o mesmo, então não se preocupe. Quando você decidir que deseja fazer as práticas com uma comunidade, você sempre poderá fazê-lo.

Uma comunidade PVI pode assumir várias formas. Poderia ser apenas um bom amigo – um “amigo de prática”. Ou poderia ser uma grande rede, servindo uma cidade inteira. Idealmente, seu grupo poderá ter vários mentores ou professores devido à improbabilidade de que qualquer pessoa possa orientá-lo em todas as áreas do crescimento humano. O melhor sistema de suporte envolve pessoas que estão dispostas a compartilhar suas próprias experiências e a escutar as suas, pessoas que podem sustentá-lo durante as dificuldades e fortalecê-lo durante os períodos estáveis. Praticar juntos constitui a base de uma cultura integral – uma cultura que honra o maior espectro de capacidades humanas.

Evoluindo sua PVI ao longo do tempo

À medida que sua PVI evolui, você provavelmente encontrará a necessidade de deixar algumas práticas antigas e assumir novas. É preciso coragem para adotar novas práticas. Uma nova prática é sempre um mistério. “Será que eu gostarei?” “Isso funcionará?” “Será que eu pareço engraçado fazendo isso?” Ao se comprometer com uma nova prática, experimente por pelo menos duas semanas. No final desse período, reveja seu formulário do programa da PVI (ILP Blueprint). Verifique e reflita sobre como a sua PVI está indo. Você se aproximou da visão e dos objetivos da ILP? Quão bem você cumpriu seus compromissos de prática?

Em seguida, faça os ajustes necessários. Participar de uma nova prática geralmente gera resistência. Afinal, enquanto crescemos, empurramos a borda de nossa zona de conforto. Isso pode desafiar a parte de nós que tenta manter o status quo. É normal e natural sentir resistência emocional. Basta reconhecer suas reações e continuar a praticar. Estes são frequentemente os tempos mais frutíferos para o crescimento. Se a resistência continua a ser um problema, peça a um amigo ou mentor da PVI para ajudar com a perspectiva deles. Pode ser que a prática verdadeiramente não seja adequada para você. Ouça seus amigos, mentores ou professores, e então use seu próprio julgamento para decidir.

E, finalmente, lembre-se de que mais não é necessariamente melhor. Integral é baseado no que é essencial – não se destina a ser totalista. Certifique-se de ter pelo menos uma prática de cada um dos Quatro Módulos Centrais e, claro, adicione mais se desejar.

Observe também que publicamos novas práticas a cada semana (no site integrallife.com). Embora seja desejável você evitar se comprometer com muitas práticas e colocar em risco a sua rotina regular, você poderá, no entanto, querer dar espaço tentar essas novas práticas. Talvez você possa incluir um “dia curinga” em seu programa contínuo, permitindo que você amplie seus horizontes um pouco mais, experimente novas práticas e mantenha sua PVI integralmente informada ao projetar quais práticas são ideais para você.

Boa Sorte!

Há uma história antiga contada nos grupos de prática. O grande golfista Ben Hogan foi questionado por um jornalista sobre o que o deixou tão bom no jogo. Hogan respondeu: “Só tenho sorte, acho.” “Mas você é bem conhecido por praticar o tempo todo”, disse o repórter. Para o que Ben respondeu: “Bem, quanto mais você pratica, mais sortudo você é!”

Isso certamente se aplica à Prática de Vida Integral. Não é que a prática provoque a iluminação ou mais consciência ou uma vida mais longa. Mas ela faz com que você seja um pouco mais afortunado, no mínimo proporcionando ao seu ser maior harmonia com o universo, Deus ou a graça. Embora, por um lado, a PVI  seja certamente orientada a resultados, o que é perfeitamente legítimo, também há um sentido em praticar … apenas praticar – por nenhuma outra razão além de  que é a coisa certa a fazer. E essa visão nos tornar mais afortunados em termos de resultados.

É nesse espírito que lhe desejamos boa sorte! E esperamos que sua PVI ofereça muito amor, alegria e satisfação para sua vida.

Perguntas Frequentes

Por que eu deveria estar interessado na PVI?

O que o torna diferente de todas as outras abordagens lá fora? A PVI combina e integra o melhor de centenas de abordagens de autodesenvolvimento de todas as culturas e tempo. Foi projetada especificamente para a vida moderna e pós-moderna, destilando os aspectos mais essenciais das práticas nas formas mais facilmente utilizáveis. Além disso, a PVI é baseada na exclusiva tecnologia Integral, que representa o mapa mais avançado da realidade e da consciência humana disponível.

Por que você recomenda começar com os quatro módulos principais?

Essas quatro dimensões da prática (corpo, mente, espírito e sombra) são particularmente potencializadoras. Juntamente com uma intenção compassiva e uma vida ética de prática e serviço, acreditamos que, praticando simultaneamente, irá gerar o mais dramático e rápido crescimento. Além disso, eles se concentram no indivíduo – começando com você! À medida que você começa a se basear nos Quatro Módulos Principais, você pode expandir sua prática para seus relacionamentos, trabalho e outras dimensões do seu ser-no-mundo.

Qual a diferença entre “Prática” e “práticas”?

Por prática, muitas vezes nos referimos à intenção global de praticar. Às vezes, nos referimos a isso como “Prática” com “P” maiúsculo – a intenção de levar consciência e cuidado para cada momento de nossas vidas através de todos os atos interiores e exteriores, e também nos desenvolver, aprofundando continuamente, abrindo e expandindo a consciência, o cuidado, e a compaixão como um fundamento de nossa  intenção e modo de vida. Muitas vezes, contrastamos a “prática” nesse sentido com as “práticas” relativas e específicas que fazemos, como treinamento de força ou meditação. Também pensamos em “Prática” como o Objetivo e Fundamento Sempre Presente da existência, enquanto as “práticas” são o caminho para esse Objetivo. Cada um é uma importante caminho da PVI, todas são necessárias, e elas se interpenetram, mas é importante distingui-las.

Estou lutando com as minhas práticas. Como eu permaneço comprometido e motivado?

Entre as várias maneiras de gerar, atualizar e renovar o seu compromisso e motivação, as seguintes merecem uma menção especial:

Identifique as práticas com as quais você pode se comprometer a fazer diariamente ou em qualquer outro dia, e outras que você pode comprometer-se a fazer semanalmente. Em seguida, escreva e assine um contrato escrito consigo mesmo para formalizar seu compromisso de prática.

Não force demais. Tente limitar-se a escolhas que você tenha uma chance realista de sustentar como hábitos de vida permanentes (em vez de uma explosão de curta duração de atividades do tipo “resolução de Ano Novo”).

Desenvolva autoconsciência e disciplina, monitorando suas práticas semanalmente ou mensalmente usando os Diários de Prática fornecidos no Manual da PVI (Minha PVI).

Uma das formas mais poderosas de gerar suporte é criar relacionamentos que ajudem a dar-lhe visibilidade e responsabilidade. Você pode criar isso encontrando um amigo, treinador ou um grupo ao celebrar um contrato de suporte de prática mútua. O Instituto Integral oferece serviços de orientação e grupos de prática por telefone. Você também pode querer considerar iniciar um Grupo de Prática Integral em sua área para que você possa se encontrar com outras pessoas.

O que torna uma prática ou grupo de práticas “Integral”?

Para que uma prática ou grupo de práticas seja Integral, deve ser “integralmente informada”, o que significa estar envolvida no contexto da Estrutura/Modelo Integral e ser aplicado a sua vida e consciência. Também deve abranger, pelo menos, os Quatro Módulos Centrais, que representam as áreas de prática mais destiladas e condensadas, além dos Módulos Auxiliares, conforme o caso. Integral não significa totalista; Mais não é melhor. Integralmente informado é melhor. É melhor traçar a sua prática – que pode ser bastante simples – com um mapa mais abrangente e inclusivo.

Além disso, note que existe uma diferença entre a prática integral e praticar integralmente. Você pode estar interessado ou já se envolver em práticas que não são necessariamente “integralmente informadas”, mas, no entanto, criam uma tremenda quantidade de crescimento e valor em sua vida. Se essas práticas estão funcionando para você, continue fazendo-as! Basta tentar situar essas práticas dentro da abordagem geral da PVI que estamos descrevendo aqui, e você provavelmente descobrirá que elas se tornam ainda mais eficazes para você.

Por que uma “Estrutura/Modelo” mental é importante? Por que não apenas meditar e fazer os outros exercícios da PVI?

A Estrutura/Modelo Integral é essencial para a prática da vida integral. Sem um bom mapa da realidade e da consciência, os efeitos de simplesmente praticar simplesmente não se mantêm. Integral simplesmente aponta as dimensões do seu ser que já estão lá – mas se você não sabe que elas estão lá, não há muito o que você possa fazer sobre elas. Integral é uma estrutura/modelo psicoativo precisamente porque ela ativa e orienta a consciência em torno das possibilidades latentes de sua consciência, bem-estar e transformação. É poderoso em si, mas, como parte de uma PVI, contribui para uma forma geral para uma prática radicalmente eficaz.

Às vezes, a ética e o serviço são mencionados como fundamentais, mas quando apenas os Quatro Módulos Centrais da Prática de Vida Integral são mencionados, elas (a ética e o serviço) são deixadas de fora. Por quê?

A ética e o serviço são essenciais para a prática desde o início. Elas também são a fruição da prática, mas muitas vezes não dão origem a “práticas” pessoais que possamos programar intencionalmente em determinados momentos do dia. Principalmente por esse motivo, nos concentramos nos 4 módulos – Corpo, Mente, Espírito e Sombra. No entanto, a ética e o serviço não são menos fundamentais, e recomendamos que você os escolha como uma prática auxiliar.

Você relaciona práticas nos relacionamentos, trabalho, criação de filhos e outras áreas da vida entre os “módulos auxiliares” de uma PVI, mas não como “módulos principais”. Por quê?

A maneira mais eficiente de estabelecer uma Prática de Vida Integral é assumir práticas nos quatro “módulos principais”. O trabalho focado nessas áreas provavelmente lhe dará o efeito mais significativo para o tempo que você investir. Ao mesmo tempo, o núcleo de todas as práticas é a intenção de manter consciência e cuidado em relação a de cada momento da vida e, desse modo, aprofundar, expandir e crescer em consciência e cuidado. É por isso que a vida e o serviço éticos seguem inevitavelmente a partir de um compromisso fundamental para a PVI. As áreas de vida na quais focamos um tempo e energia significativos tornam-se áreas importantes para a prática, de modo que a maioria de nós pratique ativamente em nosso trabalho e relacionamentos. No entanto, a forma de prática nessas áreas varia significativamente entre diferentes indivíduos, e muitas pessoas não adotam práticas específicas em relação ao seu trabalho e relacionamentos. Um estrutura simples de prática é importante. Isso é mais efetivamente realizado, quando nos concentramos nos Quatro Módulos Centrais e na ética.

Como sei quando é hora de mudar ou atualizar minha PVI?

Existe uma tensão criativa entre duas verdades aparentemente contraditórias: (1) Para que uma prática dê frutos, é necessário mantê-la ao longo do tempo, apesar das dificuldades e da resistência; e (2) Para que sua prática permaneça dinâmica e evolutiva, ela deve periodicamente ser atualizada e redefinida. Quando você sente um impulso para mudar seus compromissos de prática, use a sua intuição mais profunda para discriminar se esse impulso é (a) principalmente uma expressão de resistência à sustentação da prática ao longo do tempo, ou (b) principalmente uma expressão de sua prática que ultrapassou sua utilidade e uma necessidade de assumir novas formas de prática, mais modernas e/ou mais avançadas. Tome uma decisão formal depois de verificar o seu conhecimento e sabedoria interior, e se você decidir fazer uma mudança, incorpore-a assumindo um novo compromisso de prática e sustente isso.

Eu estou muito ocupado. Por que eu deveria me concentrar em várias práticas ao mesmo tempo? Isso não será esmagador? Não seria melhor consolidar uma prática antes de adicionar outra?

Os Quatro Módulos Principais são essenciais para melhorar sua prática. E de fato, nos seus dias mais movimentados, você poderá fazer uma PVI  inteira em apenas cinco minutos, usando apenas as práticas curtas. O treinamento cruzado é um princípio fundamental da PVI; suas capacidades totais se desenvolverão de forma mais rápida e efetiva ao envolver múltiplas práticas ao invés de fazer uma ou duas isoladamente. Por exemplo, a pesquisa indica que os meditadores progridem mais rápido se eles também fazem treinamento de força (exercícios físicos). Nós achamos que uma Prática de Vida Integral bem projetada, ao invés de uma prática isolada de meditação, exercício ou psicoterapia, maximizará seu crescimento. É por isso que a Prática de Vida Integral é a prática mais simples e fácil que você pode fazer para Despertar.

Como eu sei que estou fazendo minhas práticas corretamente? Preciso de um professor? Como faço para encontrar professores para várias práticas?

Pode ser extremamente valioso ter uma relação direta e pessoal com um professor confiável. No entanto, o KIT da PVI (ILP Starter Kit) foi projetado para que você possa usá-lo com sucesso por conta própria. Se você quiser orientação adicional em uma prática específica, como yoga, qi gong, treinamento de força ou meditação, você pode procurar um professor qualificado e sua prática se beneficiará.

Qual é o papel de um professor de PVI? Uma pessoa pode dominar e ensinar todos os módulos ou a PVI exige vários professores?

Existem muitos tipos de professores, mentores e terapeutas. Um profissional experiente pode atuar como mentor ou treinador, ajudando você a fazer escolhas e sustentar compromissos. Um professor que dominou uma determinada disciplina pode encarnar sua maturidade e guiá-lo através das etapas para que você alcance sua própria maestria. Para a maioria das pessoas, um treinador ou mentor profissional, experiente em PVI, pode ser uma ajuda poderosa para a prática.

No passado, o Integral Institute e o Integral Life se referiram à “Prática Transformativa Integral”. Agora estão falando sobre “Prática de Vida Integral”. Por que a mudança?

Porque uma prática verdadeiramente Integral incluiria não apenas transformação – mas toda a vida. Assim, a equipe de treinamento do Instituto Integral começou a chamá-la de “Prática de Vida Integral”, com a sua própria e distinta identidade.

Para saber mais leia o livro: A Pratica de Vida Integral

https://integrallife.com/what-is-integral-life-practice/

do site Integral Life

Compartilhar: